domingo, 25 de fevereiro de 2024

Empresário Du Kawasaki filiado ao PP se articula pra ser candidato a Vice de Pazolini

 

“Foi um encontro amigável, para ele me conhecer, saber de onde eu sou, quais setores da economia que atuo e porque tenho a intenção de entrar na política”. Foi dessa forma que o empresário Eduardo Spadetto, mais conhecido como Du Kawasaki, resumiu para a coluna De Olho no Poder o encontro que teve com o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini (Republicanos), na tarde de terça-feira (30).

 

A reunião ocorreu no gabinete do prefeito e foi registrada no Instagram de Pazolini ainda na tarde de ontem. Du é filiado ao PP, faz parte do diretório estadual da legenda e já tinha colocado o nome à disposição do partido para ser prefeito de Vitória ou vice de Pazolini.

 

Como o partido não deve lançar candidatura própria na capital, Du tem se movimentado para viabilizar o próprio nome como vice na chapa de Pazolini à reeleição. Embora o prefeito ainda não tenha tratado publicamente do assunto, tem dado sinais que será candidato esse ano, assim como seu partido, o Republicanos, que não trabalha com a possibilidade de não ter candidato próprio.

 

Du tem aparecido ao lado de Pazolini em alguns eventos e até tem sido chamado de “meu vice-prefeito” por alguns integrantes do mesmo grupo político. E, no encontro de ontem, chegou a falar claramente para o prefeito que tinha intenção de disputar como vice na chapa à reeleição.

 

“Falei que tinha a intenção (de disputar como vice). E ele disse que tudo está em estudo, em aberto, que o PP está lhe apoiando, mas só falou isso. Não tem nada confirmado, mas eu me coloquei à disposição dele”, disse o empresário.

 

Du disse que também já conversou com o presidente estadual do Republicanos, Erick Musso, no início do ano. “Falei com o Erick também, que meu nome está à disposição, e ele falou a mesma coisa: que em tempo e hora vão decidir e que tem outros nomes também para avaliar”.

 

QUEM É DU KAWASAKI?

Empresário, Eduardo é proprietário da Du Kawasaki, uma concessionária de motos localizada em Vitória. Ele também tem empreendimentos em outros setores industriais e comerciais e citou também atuar no ramo agropecuário, com fazendas de café, gado e eucalipto.

 

Du é de São Gabriel da Palha e disse ter mudado o domicílio eleitoral para Vitória no ano passado. Ele contou que nunca foi candidato e nem filiado a nenhum partido. Passou a integrar as fileiras do PP no ano passado e decidiu entrar na política, segundo ele, por influência do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

 

“Bolsonaro foi meu grande incentivador, porque em 2017 ele disse: ‘Ou você faz ou é mandado por quem faz’. Fiquei com isso na cabeça. Acho que vou incentivar muitos empresários a entrarem também (na política). Porque se o bom não entrar, o ruim entra”, justificou.

 

Questionado sobre o motivo de ter escolhido o PP e não o PL, partido de Bolsonaro, Du respondeu: “O PP é um partido de centro, fica mais fácil. E também devemos caminhar com o Republicanos, já o PL, não”.

 

“PP AINDA NÃO APONTOU O ITINERÁRIO”

O presidente estadual do PP, deputado federal Da Vitória, negou que o partido já tenha selado caminhar com Pazolini, em Vitória, e pleiteado o posto de vice na chapa. “Ainda não tratamos deste assunto, nem no diretório estadual e nem no municipal. Só para registrar, o PP não apontou o itinerário de forma conjunta em Vitória”, disse o deputado.

 

De fato, o PP ainda não formalizou – ao menos não, publicamente – como irá caminhar na Capital. Mas o partido, assim como Da Vitória e outras lideranças progressistas, estão cada vez mais próximos de Pazolini.

 

O partido faz parte da base aliada do prefeito na Câmara de Vitória e conta com a defesa do vereador Anderson Goggi. O partido também teria indicado o nome do atual secretário de Cultura, Edu Henning, para integrar a gestão de Pazolini.

 

Sem contar que, nos bastidores, a legenda tem discutido caminhar com o Republicanos nas eleições de 2024 e também de 2026, conforme já noticiou a coluna. O PP tem intenção de ter candidatura própria ao governo do Estado e a formação de um novo grupo de centro-direita no Estado já ganha contornos, ainda que o martelo do anúncio oficial não tenha sido batido.

 

O detalhe é que o PP (ainda) faz parte da base aliada do governador Renato Casagrande (PSB) que, segundo interlocutores, não teria visto com bons olhos a aproximação da sigla com o prefeito de Vitória, assim como as últimas movimentações do partido, que filiou o ex-prefeito da Serra Audifax Barcelos e convidou Carlos Manato para também ingressar na legenda.

 

À medida que se aproxima o período eleitoral, porém, o PP será obrigado a tomar uma decisão, uma vez que, hoje, não há possibilidade de Casagrande, Audifax, Manato e Pazolini caminharem juntos, do mesmo lado. O PP sabe que não se pode servir a dois senhores.

 

O presidente do Republicanos, Erick Musso, também foi procurado, mas desconversou sobre uma suposta dobradinha com o PP e sobre a provável candidatura do prefeito.

 

“Pazolini não disse ainda se é candidato, qualquer especulação agora seria prematura”. Nos bastidores e para o mercado político, porém, não há dúvidas de que Pazolini estará presente nas eleições. Resta saber ao lado de quem. 

Reportagem Folha Vitória 

Matéria relacionada

Cariacica + Perto de Você: diversos serviços de cidadania neste sábado (24)

Cariacica + Perto de Você: diversos serviços de cidadania neste sábado (24)

    A população de Porto Novo vai poder conferir diversos serviços de cidadania na 16ª edição do Cariacica + Perto de Você, que acontece neste sábado (24), no antigo

PL de Cachoeiro vai anunciar nome de pré candidato a Prefeitura na próxima 5° feira

PL de Cachoeiro vai anunciar nome de pré candidato a Prefeitura na próxima 5° feira

  Após os dias acelerados na cidade de Cachoeiro, onde o vereador Júnior Corrêa (PL) decidiu retirar seu nome da disputa, o PL agiu rápido e vem arquitetando seu palanque

Assembleia Legislativa do Espírito Santo celebra 150 da imigração italiana com exposição interativa

Assembleia Legislativa do Espírito Santo celebra 150 da imigração italiana com exposição interativa

  A Assembleia Legislativa do Espírito Santo inaugura no dia 21 de fevereiro a exposição "Camata - A Voz da Imigração Italiana", uma experiência única que homenageará o saudoso líder

As mãos de Ferraço no episódio Juninho Correa, será?

As mãos de Ferraço no episódio Juninho Correa, será?

  Fontes revelaram que o ex-prefeito e atual deputado estadual Theodorico Ferraço foi na desejada macieira do Partido Liberal cachoeirense (PL), pegou a bela maçã, poliu e a jogou no

Primeiro dia do Carnaval no Centro de Vitória reúne 100 mil pessoas

Primeiro dia do Carnaval no Centro de Vitória reúne 100 mil pessoas

  O início do Circuito da Folia na capital capixaba foi marcado pela presença de aproximadamente 100 mil foliões, celebrando o início do Carnaval. Uma iniciativa inédita da Prefeitura Municipal

Assembleia retoma sessões ordinárias com 32 projetos na ordem do dia

Assembleia retoma sessões ordinárias com 32 projetos na ordem do dia

  A primeira sessão ordinária de 2024 da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (ALES) ocorre nesta terça-feira, 6 de fevereiro, às 15 horas. O presidente da casa de leis capixaba,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima