quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

Quase 500 mil crianças e adolescentes vivem na pobreza no ES

 

A pesquisa realizada pelo Unicef leva em consideração a pobreza multidimensional, que aponta características e consequências da desigualdade social

 

Um novo estudo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) revelou que cerca de 499 mil crianças e adolescentes vivem na pobreza no Espírito Santo. O número equivale a cerca de 51% da população de 0 a 17 anos.

A casa de Marli Machado está sempre cheia de crianças. Além de cuidar do filho, de 7 anos, ela também ajuda a cuidar de outros pequenos do bairro. A principal renda dela é o Bolsa Família, de R$ 450. Marli também faz algumas faxinas e recebe ajuda de vizinhos e de instituições de caridade.

 

A  pesquisa realizada leva em consideração a chamada “pobreza multidimensional”, que aponta outras características e consequências da desigualdade social. Os parâmetros utilizados são, além da renda, a alimentação, a educação, o saneamento, o acesso a água, o acesso a informação, a moradia e o trabalho infantil.

 

“No Espírito Santo, a cada 100 crianças e adolescentes, 51 vivem em situação de pobreza. Ou seja, mais da metade. As condições observadas no Espírito Santo que mais afetaram o índice foi de renda, em segundo lugar a de saneamento e, em terceiro, a educação”, explicou a coordenadora do Unicef na região Sudeste, Luciana Phebo.

 

Apesar do número elevado, o Estado está abaixo da média nacional. No Brasil, 32 milhões de crianças e adolescentes vivem nessas condições, o que equivale a 63% da população dessa faixa etária.

 

No país, alguns índices se destacaram negativamente, como a educação. Em um ano, dobrou o número de crianças e adolescentes analfabetos.

 

Os números levantados são de instituições oficiais do governo federal e variam dos anos de 2019 a 2021. A coordenadora da Unicef disse que os dados sofrem influência das consequências da pandemia.

 

“A pandemia não só piorou a situação, mas piorou ainda mais para aqueles que já se encontravam mais vulneráveis”, destacou Luciana.

 

A pesquisadora citou ainda programas sociais do Espírito Santo que foram assertivos, mas frisou que há outros pontos para serem melhorados.

 

“Com relação à educação, é muito importante ir atrás das crianças e adolescente que saíram da escola e não voltaram. O Espírito Santo já faz isso muito bem e é um referência para outros estados. Na questão do saneamento, a política de acesso a água precisa ser priorizada”, frisou.

 

Para reverter o cenário de pobreza no País, a Unicef faz algumas recomendações:

 

– Priorizar investimentos em políticas sociais;

– Ampliar a oferta de serviços e benefícios às crianças e aos(às) adolescentes mais vulneráveis;

– Fortalecer o Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente;

– Implementar medições e o monitoramento das diferentes dimensões da pobreza e suas privações por um órgão oficial do Estado;

– Promover a segurança alimentar e nutricional de gestantes, crianças e adolescentes, garantindo a eles(as) o direito humano à alimentação adequada e reduzindo o impacto da fome e da má nutrição nas famílias mais empobrecidas;

– Implantar com urgência políticas de busca ativa escolar e retomada da aprendizagem, em especial da alfabetização;

– Priorizar, no âmbito das respectivas esferas de gestão, a agenda de água e saneamento para o desenvolvimento e implementação de políticas públicas;

– Implementar formas de identificar precocemente as famílias vulneráveis a violências, incluindo trabalho infantil;

– Promover e fortalecer oportunidades no ambiente escolar e na transição de adolescentes para o mercado de trabalho.

 

Matéria relacionada

Hospital Infantil de Vitória forma nova turma de profissionais da saúde no curso de Residência Médica.

Hospital Infantil de Vitória forma nova turma de profissionais da saúde no curso de Residência Médica.

  O Hospital Estadual Infantil Nossa Senhora da Glória (Hinsg), localizado em Vitória, concluiu mais uma turma do Programa de Residência Médica em Pediatria Geral da unidade, em cerimônia realizada

‘FelizIdade’: residentes do ICEPi criam grupo para promover saúde de idosos em Vila Velha.

‘FelizIdade’: residentes do ICEPi criam grupo para promover saúde de idosos em Vila Velha.

  O dia a dia dos idosos que são atendidos na Unidade de Saúde da Família (USF) de Divino Espírito Santo, em Vila Velha, ganhou uma atividade nova em prol

Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves abre novas vagas de emprego

Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves abre novas vagas de emprego

    O Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, localizado na Serra, está com oportunidades de emprego, totalizando 38 vagas disponíveis para diferentes cargos, proporcionando uma variedade de opções para

HEC bate recorde interno de procedimentos de tratamento do AVC isquêmico agudo    

HEC bate recorde interno de procedimentos de tratamento do AVC isquêmico agudo   

    No mês de janeiro, a unidade de Acidente Vascular Cerebral (AVC) do Hospital Estadual Central - Dr. Benício Tavares Pereira (HEC), localizado em Vitória, atingiu números recordes, na

Entenda como fica a disputa republicana após vitória de Trump na Carolina do Sul.

Entenda como fica a disputa republicana após vitória de Trump na Carolina do Sul.

  O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump venceu as primárias presidenciais republicanas da Carolina do Sul derrotando Nikki Haley em seu território. A vitória do ex-presidente no estado de

Alagamentos fazem Deputado Callegari pedir renuncia do Prefeito de Cachoeiro

Alagamentos fazem Deputado Callegari pedir renuncia do Prefeito de Cachoeiro

    Em vídeo publicado nas redes sociais, o presidente do diretório municipal do PL de Cachoeiro, deputado Wellington Callegari, foi enfático ao pedir a renúncia do prefeito de Cachoeiro,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima