domingo, 25 de fevereiro de 2024

Isabela Milanez Amorim é a personagem de hoje no Jornal Folha da Vila 

 

 

Ela descobriu o amor pela música, que contribui no seu tratamento de autismo

Uma história de dedicação e amor

A equipe do jornal Folha da Vila gosta sempre de conhecer histórias de pessoas que se destacam em suas áreas.

Hoje, vamos conhecer a Isabela Milanez Amorim. Aos 21 anos, ela toca percussão no grupo Mineração, do Ifes de Nova Venécia.

Ela tem autismo em grau moderado, que foi diagnosticado aos 11 anos. Conversamos com a mãe dela, Jeseliany Milanez, sobre a futura grande percussionista.

Como foi o impacto do diagnóstico?

Inicialmente, Isabela foi diagnosticada com perda auditiva, pelo fato de não responder a estímulos. Depois de muito tempo sem êxito usando prótese auditiva, resolvi buscar uma segunda opinião, então veio o diagnóstico do autismo; até então não conhecia muito a respeito, foi quando procurei me informar para começar a lidar com uma pessoa autista.

Como foi a busca por tratamentos?

Através de profissionais que pudessem ajudar tanto a Isabela, quanto a mim, pois estava perdida sem saber como lidar com ela.

Com a idade e o tratamento, percebem avanços?

Sim, com certeza. Tenho visto muitos avanços em vários aspectos do autismo, muita superação.

Como é o convívio no dia a dia?

Ela faz crochê, umas peças lindas que vendemos por encomenda, a Isabela é muito inteligente, já faz as peças sem precisar de minha orientação a todo momento. Não dá pra romantizar o autismo. Temos muitos altos e baixos, muita perseverança, pois além do autismo Isabela também tem diabetes do tipo 1, o que dificulta muito.

Como a Isabela começou a tocar? Esse projeto foi o primeiro contato dela com um instrumento?

Antes já havia tentado fazer com que ela tocasse teclado, porém uma pessoa com autismo precisa de muitos estímulos para desenvolver. Agora, no Ifes, ela se identificou muito com o professor (Ademir Adeodato) e com todos os participantes do grupo de percussão.

Percebe impacto na vida dela após começar a tocar?

Sim, ela fica muito entusiasmada!Uma frase que um dia ela disse espontaneamente para mim foi: “Ela aprendeu, ela sabe tocar!”.

 

Fonte: Jeselyane Milanez

Texto original: Coluna Voz da Inclusão / Folha Vitória

Matéria relacionada

Cariacica + Perto de Você: diversos serviços de cidadania neste sábado (24)

Cariacica + Perto de Você: diversos serviços de cidadania neste sábado (24)

    A população de Porto Novo vai poder conferir diversos serviços de cidadania na 16ª edição do Cariacica + Perto de Você, que acontece neste sábado (24), no antigo

PL de Cachoeiro vai anunciar nome de pré candidato a Prefeitura na próxima 5° feira

PL de Cachoeiro vai anunciar nome de pré candidato a Prefeitura na próxima 5° feira

  Após os dias acelerados na cidade de Cachoeiro, onde o vereador Júnior Corrêa (PL) decidiu retirar seu nome da disputa, o PL agiu rápido e vem arquitetando seu palanque

Assembleia Legislativa do Espírito Santo celebra 150 da imigração italiana com exposição interativa

Assembleia Legislativa do Espírito Santo celebra 150 da imigração italiana com exposição interativa

  A Assembleia Legislativa do Espírito Santo inaugura no dia 21 de fevereiro a exposição "Camata - A Voz da Imigração Italiana", uma experiência única que homenageará o saudoso líder

As mãos de Ferraço no episódio Juninho Correa, será?

As mãos de Ferraço no episódio Juninho Correa, será?

  Fontes revelaram que o ex-prefeito e atual deputado estadual Theodorico Ferraço foi na desejada macieira do Partido Liberal cachoeirense (PL), pegou a bela maçã, poliu e a jogou no

Primeiro dia do Carnaval no Centro de Vitória reúne 100 mil pessoas

Primeiro dia do Carnaval no Centro de Vitória reúne 100 mil pessoas

  O início do Circuito da Folia na capital capixaba foi marcado pela presença de aproximadamente 100 mil foliões, celebrando o início do Carnaval. Uma iniciativa inédita da Prefeitura Municipal

Assembleia retoma sessões ordinárias com 32 projetos na ordem do dia

Assembleia retoma sessões ordinárias com 32 projetos na ordem do dia

  A primeira sessão ordinária de 2024 da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (ALES) ocorre nesta terça-feira, 6 de fevereiro, às 15 horas. O presidente da casa de leis capixaba,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima