domingo, 25 de fevereiro de 2024

Capixaba enfrenta dilema para tirar visto para os Estados Unidos

 

 

O sonho de viajar para os Estados Unidos pela primeira vez esbarra na fila para emissão do visto norte-americano de turismo. A espera está ultrapassando um ano e meio nos consulados dos EUA pelo país.

Em consulta realizada pelo Folha da Vila no dia 3 de abril, os prazos de espera para conseguir realizar as entrevistas em um dos cinco locais onde elas são realizadas no Brasil eram os seguintes:

– No consulado americano em São Paulo, a demora atingiu 556 dias;

– Em Brasília, 438 dias;

– No Rio de Janeiro, 442 dias;

– No Recife, 395 dias;

– Em Porto Alegre, 406 dias.

As informações são da própria Embaixada dos Estados Unidos, sediada em Brasília. Esses prazos mudam de acordo com a demanda, e podem ser consultados aqui.

No Espírito Santo, já são 2400 pedidos na fila de espera. A contagem é da empresa Mundial Vistos, especializada em consultoria, assistência e serviços burocráticos para viagens internacionais.

Viajante observa aeronaves americanas no Aeroporto de Guarulhos: procura pelo visto dos Estados Unidos como destino aumentou depois que as fronteiras do país foram abertas

“Temos acesso ao sistema do consulado para ver que a agenda está com fila de espera até setembro de 2024. Levando em consideração que o consulado está emitindo algo em torno de 1 milhão de vistos por ano, acreditamos que existam mais de 1,2 milhões de pessoas nas filas dos cinco consulados”, explica o gerente de marketing da empresa, Bruno Costa.

Em todo o Brasil, a empresa tem 16 mil clientes esperando por uma entrevista.

Na prática, significa que quem requereu o visto pela primeira vez, comprou passagem e reservou hospedagem em terras americanas esse ano terá que remarcar a viagem. O documento tem grandes chances de não ficar pronto a tempo.

Embaixada diz que consulados reforçaram equipes com ampliação de número de funcionários e horas extras

A embaixada americana foi procurada e admitiu que o problema existe e atinge quem necessita do documento pela primeira vez. Explicou que isso acontece devido à demanda reprimida por causa da proibição da chegada de estrangeiros ao país devido à pandemia de coronavírus.

Os Estados Unidos fecharam suas fronteiras a estrangeiros a partir de janeiro de 2020. Só reabriu para quem estava vacinado contra a covid-19 a partir de novembro de 2021, cerca de 20 meses depois. Com isso, os processos de análise dos vistos foram suspensos.

Informa ainda que contratou mais funcionários e ampliou o horário de trabalho. “O tempo de espera está maior do que gostaríamos por conta ainda da demanda reprimida, gerada pela pandemia de covid-19. Nós sabemos que isso pode ser frustrante, mas estamos trabalhando arduamente para aumentar a disponibilidade de agendamentos – contratamos novos funcionários, estamos fazendo horas extras”, pontua.

A nota diz ainda que foi ampliado o período para renovações de vistos, com isenção de uma entrevista, de 12 para 48 meses.

A assessoria diz que, além das consequências da pandemia, a fila conta com quem não precisaria passar por entrevista para renovar o documento.

“Porém, é importante ressaltar que parte das pessoas que está marcando entrevistas poderia se qualificar para renovação de visto sem necessidade de entrevista, o que reduziria significativamente a fila. O prazo para renovação é muito menor do que uma entrevista para o primeiro visto. Então, recomendamos que o solicitante verifique em nosso site (https://br.usembassy.gov/visas/nonimmigrant-visas/) se é elegível para renovação e preencha o formulário da forma correta”, aponta.

Na visão da embaixada, a força-tarefa tem dado resultado apesar de isto não ser sentido ainda pelo viajante brasileiro.

“Com isso, ressaltamos que reduzimos com sucesso o tempo de espera para quase todas as categorias de vistos para 15 dias ou menos e estamos trabalhando arduamente para diminuir o tempo de espera da primeira concessão de visto de turismo/negócios (B1/B2). Para se ter uma ideia, em 2022, processamos 15% mais vistos do que os altos níveis antes da pandemia. O Brasil foi o segundo país com maior processamento de vistos do mundo naquele ano. Em 2023, projetamos ultrapassar 1 milhão de vistos processados”, reforça.

O corpo diplomático diz que a situação, apesar não ter uma precisão de quando ela será finalizada, poderá ser amenizada até o final deste semestre.

“Embora não consigamos prever com precisão a diminuição do tempo de espera para o visto de turismo/negócios (B1/B2), esperamos que as medidas mencionadas tragam resultados positivos até as férias de julho. Aproveitamos para recomendar que as pessoas planejem suas viagens com antecedência e verifiquem se são elegíveis para a renovação sem necessidade de entrevista”, finalizou.

Saiba como tirar o visto americano

Requisição para visto americano ficou mais cara: o valor subiu de US$ 160 para US$ 185

A lista de documentos necessários para retirar o visto é simples. Basta levar presencialmente ao Consulado dos EUA o passaporte brasileiro válido e passaportes anteriores (quando houver), o formulário DS-160 e o recibo original de pagamento da taxa de solicitação de visto.

DS-160

Para emitir o formulário DS-160, é preciso acessar o site do Departamento de Estado dos EUA. Apesar de o portal estar em inglês, é possível traduzir a página com a ferramenta “Select Tooltip Language”, que fica no canto superior direito.

Esse formulário é necessário para os diversos tipos de viagem que um brasileiro pode fazer ao país — turismo, negócios, estudar, morar ou até mesmo só para fazer escala.

As informações no DS-160 devem ser preenchidas em inglês. Qualquer tipo de rasura pode fazer com que o documento seja negado e o processo volte ao início.

Valor do visto

O visto americano ficou mais caro desde o último dia 30 de março. O reajuste foi anunciado pelo Departamento de Estado do país. Para a emissão do documento para turismo e intercâmbio, o valor subiu de US$ 160 para US$ 185 (de cerca de R$ 810 para R$ 937, sob cotação do dia 3 de abril).

É válido destacar que as taxas pagas durante o processo não são reembolsáveis caso o visto seja negado.

Agendamento de entrevista

Após pagar para emitir o visto, o solicitante deve aguardar cerca de dois dias para fazer o agendamento da entrevista no Consulado dos Estados Unidos. Para isso, é necessário portar o número do DS-160 e o recibo do pagamento da taxa.

Atualmente, os solicitantes do visto precisam aguardar mais de um ano e meio nos cinco consulados.

Coleta de dados biométricos

Após o pagamento da taxa e antes da entrevista no Consulado, o solicitante do visto deve comparecer ao CASV (Centros de Atendimento ao Solicitante de Visto USA). É lá que os funcionários da instituição colhem as impressões digitais e tiram foto dos brasileiros que desejam o documento. É necessário levar ao CASV o passaporte válido e o formulário DS-160.

A entrevista

Após todo esse processo burocrático, chegou um dos momentos mais temidos pelo solicitante do visto: a entrevista. É nesse ponto que o funcionário do Consulado dos Estados Unidos vai avaliar se você tem os requisitos necessários para entrar no país.

É normal que eles façam perguntas como o motivo da viagem, quanto tempo a pessoa passará no país e a profissão do solicitante do visto, além dos laços no Brasil que farão o viajante retornar.

Por isso é importante levar, além do DS-160 e o passaporte válido, documentos que comprovem a situação financeira e de estabilidade, como o comprovante do Imposto de Renda, a carteira de trabalho etc.

Especialistas afirmam que o ideal é responder apenas ao que o funcionário do consulado perguntar, sem enrolar nem apresentar explicações em meio a longas histórias.

Entrega do visto

A entrega do visto pode ser feita pelos Correios, ou o viajante pode se dirigir a um CASV. A escolha da modalidade para o recebimento da permissão é feita no momento do agendamento da entrevista

Matéria relacionada

Cariacica + Perto de Você: diversos serviços de cidadania neste sábado (24)

Cariacica + Perto de Você: diversos serviços de cidadania neste sábado (24)

    A população de Porto Novo vai poder conferir diversos serviços de cidadania na 16ª edição do Cariacica + Perto de Você, que acontece neste sábado (24), no antigo

PL de Cachoeiro vai anunciar nome de pré candidato a Prefeitura na próxima 5° feira

PL de Cachoeiro vai anunciar nome de pré candidato a Prefeitura na próxima 5° feira

  Após os dias acelerados na cidade de Cachoeiro, onde o vereador Júnior Corrêa (PL) decidiu retirar seu nome da disputa, o PL agiu rápido e vem arquitetando seu palanque

Assembleia Legislativa do Espírito Santo celebra 150 da imigração italiana com exposição interativa

Assembleia Legislativa do Espírito Santo celebra 150 da imigração italiana com exposição interativa

  A Assembleia Legislativa do Espírito Santo inaugura no dia 21 de fevereiro a exposição "Camata - A Voz da Imigração Italiana", uma experiência única que homenageará o saudoso líder

As mãos de Ferraço no episódio Juninho Correa, será?

As mãos de Ferraço no episódio Juninho Correa, será?

  Fontes revelaram que o ex-prefeito e atual deputado estadual Theodorico Ferraço foi na desejada macieira do Partido Liberal cachoeirense (PL), pegou a bela maçã, poliu e a jogou no

Primeiro dia do Carnaval no Centro de Vitória reúne 100 mil pessoas

Primeiro dia do Carnaval no Centro de Vitória reúne 100 mil pessoas

  O início do Circuito da Folia na capital capixaba foi marcado pela presença de aproximadamente 100 mil foliões, celebrando o início do Carnaval. Uma iniciativa inédita da Prefeitura Municipal

Assembleia retoma sessões ordinárias com 32 projetos na ordem do dia

Assembleia retoma sessões ordinárias com 32 projetos na ordem do dia

  A primeira sessão ordinária de 2024 da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (ALES) ocorre nesta terça-feira, 6 de fevereiro, às 15 horas. O presidente da casa de leis capixaba,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima