sexta-feira, 24 de maio de 2024

O que acontece com os pulmões quando você para de fumar?

 

Seja pelo uso do cigarro tradicional ou dos dispositivos eletrônicos, pouco importa: o vício “detona” estruturas pulmonares e compromete também outras partes do corpo. Apesar das graves consequências, o que acontece com os pulmões quando uma pessoa para de fumar é motivo suficiente para enfrentar a luta contra o tabagismo.

A pneumologista Elnara Negri alerta que, seja qual for o tempo que alguém fuma, largar o cigarro sempre vale a pena, porque:

O pulmão é um órgão que têm boa capacidade de se recuperar das agressões.

A principal mudança ocorre em seu revestimento interno, o epitélio respiratório: com o tempo longe do vício, a estrutura é capaz de se recuperar e voltar a cumprir função de proteger o corpo.

Mesmo para fumantes de muito longa data há vantagens: é possível frear a deterioração do pulmão e evitar o surgimento de mais lesões que afetam a capacidade respiratória.

Sem o cigarro, o pulmão deixa de absorver substâncias que adoecem o sistema cardíaco, que podem causar diversos tipos de câncer (boca, esôfago, laringe, pulmão e bexiga, entre outros), que causam envelhecimento e que prejudicam o paladar, o olfato e até a vida sexual.

“Sempre vale a pena parar de fumar por razões de aumento de expectativa de vida, porque diminui a taxa de envelhecimento, porque diminui a chance de ter cânceres de diversos órgãos. É difícil? É difícil, mas parar de fumar sempre vale a pena”, afirma a médica Elnara Negri.

Principal mudança: epitélio respiratório ‘revive’

Entre os vários elementos que compõem os pulmões, um dos mais importantes é seu revestimento, o tecido chamado de “epitélio respiratório”. Ele é responsável por agir contra agentes agressores como poluentes, alérgenos ou microrganismos.

“O cigarro estraga nossa capacidade de expulsar bactérias inaladas, função desempenhada pelo epitélio respiratório”, afirma a pneumologista. Ela explica que o tabagismo causa “metaplasia”, ou seja, ele substitui o epitélio por uma cobertura semelhante a uma pele, um revestimento mais “grosso” capaz de aguentar a agressão do cigarro.

“Quando a pessoa para de fumar começa a acontecer o inverso. Nos primeiros dias, as células do epitélio respiratório que sobraram lá começam a tentar reviver e começam a produzir muco para tentar limpar e tirar o que foi inalado nesse tempo todo”, conta Elnara.

“Aí, depois de meses sem fumar, o que você vai ver é que aquele epitélio que virou pele, ele vai começando a voltar ao normal, aos pouquinhos. E essa regulação da produção de muco vai acontecer em meses, às vezes até um ano”, explica a especialista.

De acordo com a pneumologista, é preciso cerca de cinco anos para o pulmão chegar em sua melhor forma pós-tabagismo. “A gente fala se a lesão não for permanente, consegue melhorar muito. Não volta assim totalmente ao que era antes, mas melhora bastante, uns 70%”, comenta Elnara.

Recuperação depende da carga de tabagismo

Há uma conta básica feita pelos médicos que aponta para a necessidade de parar de fumar o quanto antes. Segundo Elnara, um parâmetro de tabagismo por 15 anos, fumando um maço por dia, já é tempo suficiente para uma lesão pulmonar.

“A gente fala que esta é uma carga básica. É preocupante, mas não necessariamente 15 anos, pode ter sido, por exemplo, 2 maços por dia, 7 anos e meio”, alerta.

Sempre é preciso considerar que há diferentes condições genéticas que vão determinar qual o impacto sobre os pulmões (e o restante do corpo). “Tem pessoas que conseguem fumar bastante tempo e se defender bem das agressões do cigarro no pulmão e vão ter lesão em um outro órgão que não consegue se defender tão bem por causa dessa variabilidade genética”, explica.

O enfisema é uma das principais lesões causadas pelo cigarro no pulmão. Ao contrário do que acontece com o epitélio, o quadro de um enfisema é mais complexo. “São danos irreparáveis. E aí o pulmão nunca volta ao normal”, explica.

“O pulmão fica como um queijo suíço cheio de buracos, isso não volta. Mas a bronquite, que é consequência dessa alteração do epitélio, vai melhorando e, com os remédios, o enfisema também”, comenta.

A pneumologista reforça que, a partir do momento em que você para de fumar, o enfisema para de progredir. “(Parar de fumar pode ser) a diferença entre você ficar dependente de oxigênio e não precisar de oxigênio para o dia a dia”, esclarece a pneumologista.

Outros órgãos e impactos positivos com o fim do tabagismo

A especialista lembra que o dano do cigarro no corpo é um “dano de estresse”. “A gente chama estresse oxidativo das membranas celulares. Ele destrói as membranas celulares das células do corpo todo”, afirma.

“Você parando de jogar esse monte de veneno no teu sangue você vai conseguir retardar o processo de envelhecimento”, afirma.

Ela lembra ainda que, quando se para de fumar, começa também a recuperação do paladar e do olfato. “Em 3 ou 4 semanas”, diz a pneumologista.

Elnara lembra que a fumaça afeta as artérias e diminui a circulação do sangue nessa parte do corpo. “Depois dos 60 anos, quem fuma tem 40% de chance de ter algum tipo de disfunção erétil ou doenças cardiovasculares, como infarto ou derrame”, afirma a pneumologista.

Matéria relacionada

Recorde nas exportações do agro capixaba no 1º quadrimestre deste ano

Recorde nas exportações do agro capixaba no 1º quadrimestre deste ano

  Nos quatro primeiros meses de 2024, as divisas geradas com as exportações do agronegócio no Espírito Santo somaram mais de US$ 928,9 milhões (ou R$ 4,8 bi), maior valor

Alerta para queda de até 5°C na temperatura no ES neste fim de semana

Alerta para queda de até 5°C na temperatura no ES neste fim de semana

    O Espírito Santo recebeu um alerta de perigo potencial do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para quedas de temperaturas durante o fim de semana. De acordo com o

Contratos sob suspeita em hospital no ES eram de luvas, aventais e máscaras

Contratos sob suspeita em hospital no ES eram de luvas, aventais e máscaras

  A investigação da Polícia Federal e da Corregedoria Geral da União (CGU) sobre contratos fraudulentos no Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória, em Vitória, apontam que os acordos eram

489 anos de Vila Velha: cidade de cultura, história e turismo e onde começou o ES

489 anos de Vila Velha: cidade de cultura, história e turismo e onde começou o ES

  Nesta quinta-feira (23) é comemorado o aniversário de 488 anos de Vila Velha. A data marca o desembarque do português Vasco Fernandes Coutinho na Prainha, em 1535, a bordo

Projeto Orquestra de Violões nas Escolas oferece oportunidade para alunos da rede estadual

Projeto Orquestra de Violões nas Escolas oferece oportunidade para alunos da rede estadual

  A Secretaria da Educação do Estado (Sedu), em parceria com a Faculdade de Música do Espírito Santo (Fames) e a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito

Feirão de Empregos tem vagas para pessoas acima de 50 anos, nesta quarta em Vitória

Feirão de Empregos tem vagas para pessoas acima de 50 anos, nesta quarta em Vitória

  Chegou a vez da Geração + (pessoas acima de 50 anos de idade) no Feirão de Empregos do Sine Vitória. Nesta quarta-feira (22), serão ofertadas 500 vagas para esse

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mehr Informationen zum Bonuspaket und Umsatzbedingungen finden Sie auf der offiziellen Seite. und fairness Den vollen Funktionsumfang kklk Vulkan Internet casinos genießen nur unsere registrierten Spieler. nur über Das liegt daran, wenn jene zu 100% auf die Kuchen Bedingungen angerechnet werden. man kann Das Casino wird von Brivio Limited betrieben, einem in jeder Republik Zypern registrierten Unternehmen. vulkan vegas ist ein
Rolar para cima