domingo, 25 de fevereiro de 2024

Presidente da Assembleia Legislativa Marcelo Santos destaca desafios no mandato e planos após 2026

 

Em seu sexto mandato consecutivo como deputado estadual, Marcelo Santos (Podemos) na Assembleia Legislativa, ocupa o cargo de Presidente e tem como maior base eleitoral o município de Cariacica, onde nasceu, mora e foi vereador, na legislatura de 1997 a 2000.

Mas tem forte presença no interior do estado, Graduado em Administração, Marcelo também já atuou na iniciativa privada e ocupou cargos públicos nas esferas municipal e federal.

Em entrevista ao jornal e site Folha da Vila, Marcelo Santos destacou seu início na política, desafios neste seu mandato, sobre apoios para as próximas eleições e sobre planos após o término do período na Assembleia.

*Folha da Vila – Como foi seu início na política? Seu pai Aloizio Santos que te incentivou a entrar na política?*

*Marcelo Santos -* Fui forjado na política meio que sem querer. Fui vereador por Cariacica (1996-2000) e, na época, fui candidato no lugar de Chiquinho da Padaria que era o candidato do bairro que desistiu da disputa na última hora. Como precisava de um novo candidato, eu aceitei o desafio e fui eleito. Na época eu tive apoio do meu pai sim. Quando encerrou o ciclo de vereador, eu disse pro meu pai que ia me aventurar a uma vaga de deputado estadual. Na época ele chegou a cogitar que na Assembleia só tinha tubarão e eu me aventurei assim mesmo e hoje estou no meu sexto mandato consecutivo como deputado estadual, alcançando a marca de 41.627 votos na última eleição, a maior da minha história, com um crescimento de mais de 107% em relação da disputa anterior.

*Folha da Vila – Quais são seus principais objetivos na presidência da Assembleia?*

*Marcelo Santos -* Desde quando cheguei na Assembleia, trabalho pela construção de um novo Espírito Santo, construído à várias mãos. Sempre cobrei dos chefes do Poder Executivo a divisão da responsabilidade de encontrar soluções para as demandas das comunidades, mas também dividir o resultado desse trabalho em parceria. E o resultado que chegamos é e precisa ser dividido com a Assembleia, afinal de contas, somos nós, deputados, que aprovamos o orçamento e autorizamos o estado a fazer os investimentos necessários.

Assim, meu principal objetivo é deixar um legado para o Estado, com a sensação de dever cumprido, mostrando que é possível dar protagonismo ao Poder Legislativo, disponibilizando as comissões temáticas da Casa para participar ativamente dos debates que impactam a vida dos capixabas todos os dias, com boa gestão dos recursos públicos, valorizando o servidor e com uma prestação de serviço de qualidade ao cidadão, prezando pela máxima transparência.

Por isso, recentemente, a Assembleia do Espírito Santo foi considerada a segunda mais transparente do Brasil, empatada tecnicamente com o Distrito Federal, no ranking da Transparência Internacional. Isso é uma demonstração de que estamos no caminho certo, promovendo ações como essa, como o Revisa Ales, que revisou mais de 20 mil normas que se acumulavam no arcabouço jurídico do Estado e conseguimos eliminar mais de sete mil leis e outros textos que estavam obsoletos ou até em desuso. Também tive a oportunidade de coordenar o Ales Digital, que acabou com o processo em papel no Poder Legislativo, dando mais transparência, eficiência e gerando uma economia de mais de R$ 12 milhões de reais aos cofres públicos.

*Folha da Vila – O senhor e outras lideranças do Estado estão buscando a permanência da Alfandega em Vitória. Qual a importância de se manter a Alfandega no ES?*

*Marcelo Santos -* A Alfândega do Porto de Vitória tem desempenhado um papel crucial na promoção do comércio internacional e no estímulo ao desenvolvimento econômico do nosso estado. Não à toa, movimentamos mais de 35 bilhões de dólares no último ano, sendo responsável por mais da metade de toda a exportação do Brasil. Esse volume é fruto da vocação capixaba para o comércio internacional e da segurança jurídica ocasionada pela estabilidade política que o estado vivencia, possibilitando um ambiente propício para essa movimentação registrada pelo porto. Por isso temos que fortalecer sempre o trabalho da Alfândega em nosso Estado, garantindo emprego e geração de impostos em território capixaba.

*Folha da Vila – Quais os principais desafios desses próximos anos para o Espírito Santo?*

*Marcelo Santos -* Temos o desafio de seguir nos trilhos do desenvolvimento e não permitir que o Estado retroceda no tempo. Quem não se lembra, no início dos anos 2000, quando cheguei na Assembleia? O Espírito Santo era carta marcada nas páginas policiais, com escândalos na política capixaba, com um estado sem capacidade de investimento, com salários atrasados, fornecedores sem querer contratar com o poder público… Numa união de forças e uma construção a várias mãos, pudemos virar essa página e superar tudo isso. Hoje, temos um estado referência no país e não podemos permitir que tudo isso volte a acontecer. Precisamos construir um futuro melhor para nossos municípios, nosso estado e nosso país. Devemos manter o compromisso com a ética, a transparência e a responsabilidade na condução de nossos mandatos. Essa reponsabilidade é de todos nós, mas não apenas dos políticos. Cada cidadão também tem sua parcela de responsabilidade, afinal de contas, todos nós depositamos nossos votos nas urnas. Fortalecendo as oportunidades do Estado e as políticas públicas coordenadas pelo estado e municípios para construirmos, em parceria, um ambiente sustentável para um Espírito Santo protagonista no cenário nacional, aproveitando nossas potencialidades como a logística, o comércio internacional, a indústria e a agricultura, conseguiremos ter um Espírito Santo de igualdade de oportunidades para todos. Estamos vivendo um novo momento, uma parte da história do Espírito Santo que dá orgulho de dizer que somos capixabas!

*Folha da Vila – Quais são os planos junto ao governo estadual para o turismo e o agroturismo capixaba nos próximos anos?*

*Marcelo Santos -* Que o Espírito Santo tem uma forte vocação para o agro, isso ninguém questiona, especialmente quando vemos os pequenos produtores dominando as estatísticas, através das cooperativas e das associações espalhadas de norte a sul do Estado, demonstrando organização e força do cooperativismo. Com planejamento e união desses produtores através de arranjos produtivos locais, vamos conseguir impulsionar ainda mais a produção do agricultor familiar que tira seu sustento da terra e abastece as prateleiras dos supermercados de todo o país. Além disso, estamos em sintonia com o governo do Estado para levar melhorias à infraestrutura rural, dando melhores condições do produtor escoar sua produção com segurança e sem prejuízos aos seus veículos. E para contribuir com o trabalho na lavoura, estamos direcionando equipamentos importantes para o homem e a mulher do campo produzirem cada vez mais, garantindo produtos de qualidade e que atendam os mais elevados níveis de exigências, conquistando um maior valor agregado aos insumos produzidos por aqui.

*Folha da Vila – E no geral, qual a importância da parceria entre Legislativo e Executivo para viabilizar projetos relevantes para o Estado?*

*Marcelo Santos -* A parceria entre o Legislativo e o Executivo é essencial para viabilizar projetos relevantes para o Estado. Essa colaboração permite a discussão, elaboração e aprovação de leis e políticas públicas que atendam às necessidades da população. A harmonia e o diálogo entre os poderes são fundamentais para o bom funcionamento do sistema político e para o progresso do Estado. Veja que, desde os anos 2000, quando reiniciamos um novo capítulo na história do Estado, temos uma boa relação, harmoniosa, porém independente, entre todos os Poderes constituídos, havendo o máximo de respeito mas garantindo o diálogo e o cumprimento do papel constitucional de cada um. Isso é fundamental para que tenhamos um ambiente favorável ao negócio. O investidor sente segurança em aplicar seu dinheiro aqui e, com isso, temos maior geração de emprego e renda para o capixaba. Além disso, ganhamos a confiança das instituições ao redor do mundo, o que nos permite também contrair empréstimos, tornando projetos sonhados ao longo do tempo, em realidade.

*Folha da Vila – Há alguns meses, o senhor teve uma agenda sobre a possibilidade do Estado ser entrada para o vinho eslovaco. Qual a viabilidade disso?*

*Marcelo Santos -* Não apenas o vinho, mas diversos outros produtos como produtos bélicos, vinhos, veículos e tantos outros de um país repleto de indústrias de diversos setores. Por conta do nosso potencial logístico, de portas abertas para o mundo através dos nossos portos e a um raio de 1.200 km das principais capitais brasileiras, ou seja, muito próximo de 60% do PIB nacional, o governo da Eslováquia me convidou para visitar o país em busca de estreitamento das relações comerciais. O cônsul da Eslováquia no Espírito Santo enxergou uma parceria profícua para o setor moveleiro, setor em franca expansão no país do leste europeu e com forte presença em território capixaba. Na Eslováquia, visitamos investidores, empresários e produtores locais para conhecer as técnicas e tecnologias utilizadas na produção. Foi uma agenda importante porque o ES pode se tornar a porta de entrada para esses vinhos premiados ao redor do mundo cheguem ao Brasil pelos portos capixabas. A Eslováquia possui em torno de 400 produtores de vinhos e somos campeões de importação de vinhos no país. Na oportunidade, também convidei uma comitiva eslovaca para conhecer as potencialidades do Estado por entender que essa troca de experiências é uma ótima oportunidade para estreitar as relações comerciais entre os dois países e, quem sabe, abrir novas possibilidades de negócios.

*Folha da Vila – Para as eleições municipais no ano que vem, tem sido procurado para apoios?*

*Marcelo Santos -* Com certeza. Na eleição passada trabalhamos para eleger, dentro do nosso grupo de alianças, cerca de 20 prefeitos, espalhados por todos os cantos do Estado. Estive presente em diversas cidades pedindo votos para nossos parceiros. Costumo falar que a eleição municipal é a antessala das eleições gerais de 2026. Temos que eleger bons prefeitos para que estejamos, como disse anteriormente, seguindo nos trilhos do desenvolvimento do nosso estado. Não podemos retroceder.

*Folha da Vila – O senhor já disse que é seu último mandato na Assembleia. Quais são seus planos após esse período?*

*Marcelo Santos -* Exatamente. Já estou no meu sexto mandato como deputado estadual. Acho que já cumpri minha missão no Parlamento Capixaba. Acho que chegou a gora de dar voos mais altos. Meu planejamento é disputar para ser deputado federal nas próximas eleições e defender os interesses do nosso Espírito Santo, em Brasília, debatendo pautas importantes como a reforma tributária, o novo pacto federativo, o alterações importantes no Código Penal como redução da maioridade penal para crimes hediondos ou o fim do “prende e solta”, lutar para diminuir a circulação das drogas no nosso país e melhores fiscalizações das nossas fronteiras, por onde passam drogas e armamentos que pioram a violência em nossas comunidades. São assuntos que impactam a vida de todos nós, mas que são debatidos no Congresso Nacional. Acredito que chegou a hora de buscarmos esse espaço para nosso trabalho.

Matéria relacionada

Acordo amplia movimentação de granéis sólidos no porto em Vila Velha.

Acordo amplia movimentação de granéis sólidos no porto em Vila Velha.

  Em acordo firmado entre a autoridade portuária do Espírito Santo VPorts e o grupo paranaense de soluções logísticas FTSpar, foi oficializado, nesta quinta-feira (22) a parceria que deverá aumentar

Multidão faz festa na chegada do Vasco ao ES.

Multidão faz festa na chegada do Vasco ao ES.

  A torcida compareceu em peso na tarde desta sexta-feira (23) para recepcionar os jogadores do Vasco na chegada a Vitória com uma grande festa. Uma multidão de torcedores, que

Cariacica é a 1ª cidade do ES a iniciar a vacinação contra a dengue.

Cariacica é a 1ª cidade do ES a iniciar a vacinação contra a dengue.

  A vacinação contra a dengue no Espírito Santo começou nesta sexta-feira (23) e foi em Cariacica, na Unidade de Saúde de Morada de Santa Fé, que a imunização de

Festival Aracruz Sabores: gastronomia, shows e atrações para homenagear a imigração italiana.

Festival Aracruz Sabores: gastronomia, shows e atrações para homenagear a imigração italiana.

  O Festival Gastronômico Aracruz Sabores, que começou nesta quinta-feira, segue agitando o município até o domingo (25), na Praia de Santa Cruz. O evento reúne o melhor da gastronomia

Serra terá mutirão com atendimento gratuito de advogados neste sábado.

Serra terá mutirão com atendimento gratuito de advogados neste sábado.

  O Serra + Cidadã, que acontece neste sábado (24) em Balneário de Carapebus, vai oferecer assistência jurídica gratuita para processos relativos ao Direito de Família, oferecidos pelo Departamento de

ES recebe 58.530 doses de vacina contra dengue na primeira remessa nesta quinta-feira.

ES recebe 58.530 doses de vacina contra dengue na primeira remessa nesta quinta-feira.

  O Espírito Santo vai receber nesta quinta-feira (22) a primeira remessa de doses das vacinas contra a dengue para o início da imunização das crianças de 10 e 11

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima