domingo, 25 de fevereiro de 2024

Produtores e empreendedores participaram de encontro de olivicultura.

 

Produtores rurais e empreendedores iniciantes no cultivo da oliveira participaram de um encontro sobre olivicultura, em Dores do Rio Preto. A programação contou com um dia de campo no Sítio Celeiro Cerco das Águas, dos produtores Marcos e Janete, na Comunidade Forquilha do Rio, e uma prática de poda no Sítio Conquista, dos produtores Cristiano e Edileuza, na Comunidade Cachoeira Alegre.

O encontro foi organizado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), por meio da equipe do escritório local de Dores do Rio Preto. O encontro também contou com o apoio da extensionista e engenheira florestal Ranusa Coffler, do escritório local de Santa Teresa, que acompanha a olivicultura no Espírito Santo há alguns anos.

Segundo ela, a oliveira é uma cultura bastante difundida na região serrana capixaba e agora atrai também os olhares de empreendedores e empreendedoras da região do Caparaó Capixaba. “Isso porque essa cultura qual tem características climáticas muito favoráveis ao cultivo, como altitude, temperatura e solos apropriados”, explicou Ranusa Coffle.

O técnico agrícola e extensionista do escritório local do Incaper de Dores do Rio Preto, Antoniel Rodrigues, lembrou que as áreas de cultivo do município estão entre 900 e 1.500 metros de altitude e no total já são quase 10 hectares implantados com oliveira.

“É um trabalho que teve início com a implantação da Unidade de Observação de oliveira em 2012 e, posteriormente, em 2018, com o apoio do Incaper e da prefeitura para a aquisição de novas mudas, em parceria com o escritório do Incaper de Santa Teresa”, disse Rodrigues.

No Sítio Celeiro Cerco das Águas, dos produtores Marcos e Janete, os participantes puderam ouvir e conhecer um pouco mais sobre o cultivo da oliveira, os aspectos fisiológicos e também sobre algumas práticas de manejo, além de questões econômicas que envolvem o cenário atual da olivicultura no Estado.

Também foram apresentados três olivais implantados em 2022 e realizada uma demonstração da poda de condução das mudas, na Pousada Água Marinha, de João Camargo e Tatiana Tavares, e no Sítio Canto da Curruíra, de Giordano Automare.

A prática de poda, realizada no Sítio Conquista, os participantes dialogaram mais sobre a plantação de oliveiras que já vai completar quatro anos e espera-se, em breve, obter a primeira colheita.

Ranusa Coffler destacou que na maior parte dos plantios, o cultivo, principalmente aqueles na Forquilha do Rio, estão sendo feitos sob princípios agroecológicos aplicados desde a preparação dos berços, com cultivos intercalares, adubação verde e muita biomassa cobrindo o solo.

O engenheiro agrônomo e agroecologista, Luis Cláudio Bona, na ocasião também explanou sobre a implantação dos plantios agroecológicos de oliveira.

“Em algumas áreas também está sendo testado o consórcio com cafés, buscando diversificação e aumento de renda, aproveitando o espaço e a mão de obra no local. Estamos otimistas observando o bom desenvolvimento das plantas neste sistema”, completou.

Além da produção de azeite e/ou azeitonas em conserva, os produtores participantes do encontro também buscaram a olivicultura como mais um atrativo turístico para a região, com a possibilidade de abrirem suas propriedades para passeios e piqueniques.

A coordenadora e extensionista do escritório local do Incaper em Dores do Rio Preto, a engenheira agrônoma Priscila Nascimento, ressaltou que é de grande importância para o município que as famílias produtoras busquem a diversificação da produção nas suas propriedades, respeitando o meio ambiente e buscando conhecimento sobre novos cultivos.

“Estamos com boas expectativas para a primeira produção e planejando novos momentos para trocas de experiências e capacitação para as famílias produtoras”, completou.

Matéria relacionada

Acordo amplia movimentação de granéis sólidos no porto em Vila Velha.

Acordo amplia movimentação de granéis sólidos no porto em Vila Velha.

  Em acordo firmado entre a autoridade portuária do Espírito Santo VPorts e o grupo paranaense de soluções logísticas FTSpar, foi oficializado, nesta quinta-feira (22) a parceria que deverá aumentar

Multidão faz festa na chegada do Vasco ao ES.

Multidão faz festa na chegada do Vasco ao ES.

  A torcida compareceu em peso na tarde desta sexta-feira (23) para recepcionar os jogadores do Vasco na chegada a Vitória com uma grande festa. Uma multidão de torcedores, que

Cariacica é a 1ª cidade do ES a iniciar a vacinação contra a dengue.

Cariacica é a 1ª cidade do ES a iniciar a vacinação contra a dengue.

  A vacinação contra a dengue no Espírito Santo começou nesta sexta-feira (23) e foi em Cariacica, na Unidade de Saúde de Morada de Santa Fé, que a imunização de

Festival Aracruz Sabores: gastronomia, shows e atrações para homenagear a imigração italiana.

Festival Aracruz Sabores: gastronomia, shows e atrações para homenagear a imigração italiana.

  O Festival Gastronômico Aracruz Sabores, que começou nesta quinta-feira, segue agitando o município até o domingo (25), na Praia de Santa Cruz. O evento reúne o melhor da gastronomia

Serra terá mutirão com atendimento gratuito de advogados neste sábado.

Serra terá mutirão com atendimento gratuito de advogados neste sábado.

  O Serra + Cidadã, que acontece neste sábado (24) em Balneário de Carapebus, vai oferecer assistência jurídica gratuita para processos relativos ao Direito de Família, oferecidos pelo Departamento de

ES recebe 58.530 doses de vacina contra dengue na primeira remessa nesta quinta-feira.

ES recebe 58.530 doses de vacina contra dengue na primeira remessa nesta quinta-feira.

  O Espírito Santo vai receber nesta quinta-feira (22) a primeira remessa de doses das vacinas contra a dengue para o início da imunização das crianças de 10 e 11

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima