sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Seguro Pix a partir de R$ 2,90 pode proteger suas transações. Veja opções e cuidados

 

A popularização do Pix — como meio de pagamento mais usado entre os brasileiros — ocorreu de forma acelerada, e o sistema tem renovado seus recordes de transações diárias.

Na esteira deste sucesso, também está o crescimento das tentativas de fraude. Dados da empresa de segurança digital Kaspersky apontam que o número de trojans bancários (um tipo de software malicioso) para celulares atingiu, em 2022, o maior número em seis anos, com cerca de 200 mil malwares do tipo identificados no período.

Apesar das estratégias de mitigar os efeitos dos golpes e das fraudes — com o aperfeiçoamento de sistemas bancários, a criação de ferramentas de devolução de valores e a imposição de limite diário de transações, como determinou o Banco Central —, o aumento dos prejuízos levou ao surgimento no mercado o seguro Pix.

A apólice promete proteção nas transações com o pagamento instantâneo. Diversas instituições financeiras passaram a oferecer o produto com valores de contratação de R$ 2,90 a R$ 32, e cobertura de R$ 3 mil a R$ 50 mil.

“As fraudes são os pés de barro deste gigante que é o Pix. O Pix facilita a vida para o cidadão de bem e para o mal intencionado. O Pix é uma transferência eletrônica em dinheiro de uma conta para outra. Em tese, toda transação eletrônica é rastreável. Mas os fraudadores criam redes de contas laranjas, contas falsas. Depois de roubar o dinheiro da vítima, eles iniciam uma série de transferências e depois fazem o saque do dinheiro, o que impossibilita o rastreamento”, diz Fábio Lacerda Carneiro, sócio de Consultoria em Serviços Financeiros da KPMG no Brasil.

As instituições financeiras não oferecem um produto específico que assegure somente transações via Pix.

Em geral, a cobertura faz parte de seguros que protegem contra outras transações financeiras indevidas, como TED ou DOC, feitas sob coação ou após roubo ou furto, por exemplo. Para especialistas, o consumidor deve redobrar a atenção ao contratar.

“Nenhum seguro vai ter segurança absoluta. Nenhum produto de seguro vai oferecer ressarcimento pleno daquilo que o consumidor possa perder numa fraude. Por isso, antes de contratar o seguro, é importante saber o que está contratando e o que oferece de cobertura”, diz Fábio Lacerda.

Membro da Comissão de Seguros Gerais Afinidades da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), Carlos Eduardo Silva avalia que a criação da modalidade, há dois anos, impulsionou a procura por esse tipo de proteção.

“O Pix tem uma exposição maior, porque é uma transação instantânea, sem tempo de manobra. Então, existe um apelo. É uma proteção essencialmente barata, acessível, com prêmio mensal que não exige um investimento alto, muito similar aos tradicionais seguros em caso de roubo ou furto de cartão”.

Ainda segundo Silva, a maior parte dos acionamentos do seguro ocorre em transações feitas sob coação, quando o segurado é obrigado a fazer uma transferência.

Na avaliação de Fábio Lacerda, o desafio para os bancos é grande. Um levantamento da AllowMe mostra que pelo menos 20% de todas as contas abertas no Brasil são suspeitas de fraude.

Entre as razões pelas quais as contas são identificadas dessa forma, estão as suspeitas de que os dispositivos possam ter sido hackeados, durante a captura de selfies para validação de identidade, ou ainda pela incompatibilidade entre as fotos tiradas e as vinculadas ao CPF.

– Confira o que observar antes de contratar o seguro:

Cobertura: o que o seguro protege e qual o valor da cobertura;

Prêmio do seguro: preço pago para ter direito à cobertura do seguro;

Vigência: período de duração do contrato;

Carência: quanto tempo até o seguro começar a valer;

Franquia: custo que o segurado precisa arcar em caso de sinistro;

Prazo de reembolso: período que o segurado precisar esperar para receber o valor após o sinistro.

– Veja dicas de cuidado nas transações

Central de atendimento: Não compartilhe suas informações pessoais, mesmo que o interlocutor pareça uma pessoa confiável. Os fraudadores podem se passar por instituições financeiras para solicitar dados pessoais e bancários.

Confirme os dados: Verifique sempre os dados da transação antes de confirmar a operação. Confira o nome do destinatário e o valor da transação.

Atualizações: Mantenha seus dispositivos seguros. Deixe o software do seu dispositivo atualizado e não instale aplicativos de fontes desconhecidas.

Consertos: Cuidado ao entregar o celular numa loja especializada ou numa assistência técnica para manutenção, troca de tela e outros consertos. Antes do reparo, desinstale os aplicativos de bancos, redes sociais, acessos a e-mail e contas pessoais. Verifique se não há um bloco de notas ou outro documento no aparelho com memória de senhas.

Autenticação: Use sempre a autenticação de dois fatores. Se disponível, utilize esse meio de proteção para acessar sua conta.

Página falsa: Uma fraude com o Pix é a criação de páginas falsas para enganar os usuários. A estratégia é redirecionar os alvos do golpe para sites falsos e, neles, roubar seus dados bancários. Nessas páginas falsas, são solicitados dados como nome, número de CPF, números de agência e de conta bancária e outras informações que permitem que os golpistas possam usar o dinheiro da conta de forma indevida.

“Falha” no Pix: O golpe da “falha” no Pix é aplicado com base na engenharia social — com a promessa de uma recompensa para o usuário. Por meio de mensagens, os golpistas informam que existe uma falha no Pix que pode beneficiar a vítima. Mas, para aproveitar essa “oportunidade”, o usuário deve fazer uma transferência via Pix para uma chave específica.

Chave Pix: Não faça qualquer tipo de cadastro no Pix a partir de ligações telefônicas ou contatos feitos pelo WhatsApp. Essa prática não existe. É golpe!

Cadastro: Cadastre suas chaves Pix apenas nos canais oficiais dos bancos, como aplicativo bancário, internet banking ou agência específica, que são autorizados pelo Banco Central. Não permita que essa informação circule indiscriminadamente.

Empréstimo: Não transfira dinheiro para um amigo ou um conhecido que apareça pedindo dinheiro em redes sociais ou envie mensagem para você, sem confirmar que realmente se trata daquela pessoa. Apesar de ser uma estratégia amplamente difundida, muita gente ainda cai neste tipo de golpe.

Fontes: Tayná Carneiro, CEO da Future Law, e Thamiris Abdala, Diretora Organizacional eControladoria do Grupo Epicus Outlie, e jornal Extra.

 

– Veja o que os bancos oferecem

Banco do Brasil

O que o seguro cobre? A proteção contra prejuízos por transações via PIX feitas sob coação é uma das incluídas no Seguro de Itens Pessoais, que também protege o segurado de perdas materiais e financeiras decorrentes de roubo de bens pessoais e transações bancárias criminosas. O produto prevê a proteção para itens pessoais roubados, como bolsa, mochila, pasta, carteira, celular e notebook, entre outros objetos.

Qual o valor da cobertura? Depende da apólice.

Quanto custa por mês? R$ 9,90.

Qual a franquia?Não há um valor fixo predefinido.

Tem carência? Não.

E o prazo de reembolso? Até 30 dias.

Onde posso contratar? No aplicativo e site da BB Seguros e também na rede de agências do Banco do Brasil.

 

Bradesco

O que o seguro cobre? O Seguro Proteção Digital assegura transações indevidas, incluindo as via PIX, realizadas por terceiros, em situações como perda, furto simples, furto qualificado ou roubo do dispositivo móvel, e/ou coação sofrida pelo segurado. O contrato dura cinco anos, com renovação automática.

Qual o valor da cobertura? De até R$ 10 mil, R$ 17 mil ou R$ 40 mil.

Quanto custa por mês? De R$ 9,99 a R$ 15,99.

Qual a franquia?Sem franquia.

Tem carência? Não.

E o prazo de reembolso?Até 30 dias.

Onde posso contratar? No aplicativo do banco.

 

BV

O que o seguro cobre? Seguro Cartão Protegido assegura prejuízos decorrentes de transações via PIX realizadas após roubo do celular ou sob coação. A cobertura vale para transações feitas em contas correntes do BV e de outros bancos. O contrato dura cinco anos, com renovação pelo mesmo período.

Qual o valor da cobertura? De até R$ 2,5 mil, R$ 5 mil ou R$ 10 mil.

Quanto custa por mês? De R$ 6,90 a R$ 19,90.

Qual a franquia? Sem franquia.

Tem carência? Sem carência.

E o prazo de reembolso? Até 30 dias.

Onde posso contratar? No aplicativo, WhatsApp ou Central de Atendimento ao Cartão.

 

C6

O que o seguro cobre? Cobre prejuízos decorrentes de transações via PIX, além de compras no crédito e débito, feitas sob ameaça, coação ou sequestro, e compras realizadas com cartão roubado. O contrato é anual e renovável.

Qual o valor da cobertura? De R$ 250 a R$ 20 mil por cobertura, com teto total de R$ 60 mil na soma das coberturas.

Quanto custa por mês? R$ 4, R$ 4,75 ou R$ 7.

Qual a franquia? Sem franquia.

Tem carência? Não.

E o prazo de reembolso? Até 30 dias.

Onde posso contratar? No aplicativo, Central de Vendas ou com gerente de relacionamento.

 

Inter

O que o seguro cobre? O Seguro PIX tem dois tipos de cobertura. Uma assegura transações sob coação ou violência, incluindo pai, mãe, cônjuge, filhos ou irmãos do segurado. A outra protege transações indevidas com o celular roubado ou furtado.

Qual o valor da cobertura? De até R$ 2 mil ou R$ 5 mil.

Quanto custa por mês? De R$ 3,50 ou R$ 8.

Qual a franquia?Sem franquia.

Tem carência? De 48h após o início da vigência, 24h após a contratação do serviço.

E o prazo de reembolso? Até 30 dias.

Onde posso contratar? No aplicativo do banco.

 

Itaú

O que o seguro cobre? O seguro Transação Protegida assegura transações indevidas via PIX, DOC, TED realizadas em caso de sequestro do segurado.

Qual o valor da cobertura? De R$ 10 mil a R$ 50 mil.

Quanto custa por mês? A partir de R$ 2,90.

Qual a franquia? Não informaram.

Tem carência? Não informaram.

E o prazo de reembolso? Não informaram.

Onde posso contratar? No aplicativo do banco.

 

Mercado Pago

O que o seguro cobre? Transações com PIX, TED ou DOC feitas sob ameaça ou coação, proteção de bens e outros tipos de cobertura para detentores de cartão de crédito e débito.

Qual o valor da cobertura? Até R$ 5 mil.

Quanto custa por mês? R$ 5,99

Qual a franquia?Não tem.

Tem carência? Não.

E o prazo de reembolso? Até 30 dias.

Onde posso contratar? No aplicativo do banco.

 

Nubank

O que o seguro cobre? A possibilidade de proteção das transações via PIX existe dentro do Nubank Celular Seguro, que também protege contra roubo, furto ou danos acidentais do aparelho. O seguro cobre movimentações financeiras feitas por meio do celular coberto na conta do Nubank depois do furto ou roubo do aparelho ou sob ameaça.

Qual o valor da cobertura? Até R$ 5 mil.

Quanto custa por mês? Valor varia de acordo com o modelo do celular.

Qual a franquia?A franquia é referente ao seguro do celular.

Tem carência? Sim, de 30 dias.

E o prazo de reembolso? Até 2 dias úteis.

Onde posso contratar? No aplicativo do banco.

 

Pan

O que o seguro cobre? O Cartão Seguro Transação Protegida, para correntista com cartão do banco, há proteção contra transações feitas sob coação, extorsão ou sequestro do segurado, incluindo as via PIX. Já o Seguro Conta, com cobertura similar, protege correntista sem cartão.

Qual o valor da cobertura? De R$ 1 mil ou R$ 2,5 mil.

Quanto custa por mês? De R$ 6,50 ou R$ 9,50.

Qual a franquia?Não tem.

Tem carência? Não.

E o prazo de reembolso? Até 30 dias.

Onde posso contratar? No aplicativo do banco.

 

PicPay

O que o seguro cobre? O Seguro Carteira Digital cobre PIX e demais transações realizadas em outros bancos conectados via Open Finance, além de assegurar transações via cartão do PicPay e de outras instituições embarcadas no aplicativo.

Qual o valor da cobertura? Até R$ 5 mil.

Quanto custa por mês? A partir de R$ 6,50.

Qual a franquia? Não tem.

Tem carência? Não.

E o prazo de reembolso? Até 5 dias úteis.

Onde posso contratar? No aplicativo do banco.

 

Santander

O que o seguro cobre? O cliente conta com a proteção do seguro quando for coagido a realizar um PIX ou uma transferência DOC e TED. A proteção também prevê o ressarcimento de itens comprados pelo cliente via PIX e que venham a ser roubados em até sete dias após o recebimento, com indenizações de até R$ 10 mil.

Qual o valor da cobertura? De até R$ 50 mil.

Quanto custa por mês? De R$ 6,50 a R$ 32,04.

Qual a franquia? Sem franquia.

Tem carência? Sim, de 30 dias.

E o prazo de reembolso? Até 30 dias.

Onde posso contratar? Pelo aplicativo e nos caixas eletrônicos do banco.

 

Sicoob

O que o seguro cobre? O Seguro Transações protege as transações financeiras via PIX, TED e DOC feitas sob coação. Há também proteção aos pertences incluídos em bolsa roubada ou furtada. O contrato é anual, com renovação.

Qual o valor da cobertura? De até R$ 5 mil.

Quanto custa por mês? De R$ 3,20 a R$ 5,20.

Qual a franquia? De 20% sobre o valor dos prejuízos no caso da Bolsa Protegida.

Tem carência? Sem carência.

E o prazo de reembolso? Até 30 dias.

Onde posso contratar? No aplicativo do banco.

Matéria relacionada

Jogo entre Real Noroeste e Cuiabá pela Copa do Brasil é adiado por conta de fortes chuvas no ES.

Jogo entre Real Noroeste e Cuiabá pela Copa do Brasil é adiado por conta de fortes chuvas no ES.

  A partida entre Real Noroeste e Cuiabá, pela primeira fase da Copa do Brasil, prevista para a noite desta quarta-feira (21) foi adiada devido as condições do gramado do

Prefeitura abre processo seletivo para contratação de médicos residentes em Cariacica.

Prefeitura abre processo seletivo para contratação de médicos residentes em Cariacica.

  A Prefeitura de Cariacica abriu processo seletivo com quatro vagas para contratação de médicos residentes com salários que podem chegar a R$ 8.606. As inscrições podem ser feitas até

TSE cassa mandato de dois vereadores de Vila Velha.

TSE cassa mandato de dois vereadores de Vila Velha.

  O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, por unanimidade, pela cassação das chapas dos partidos PSDC, atual Democracia Cristã (DC), e do PTB, com a perda de mandatos

Praia de Itaparica recebe o Circuito Feminino de Beach Tennis Quatro Estações.

Praia de Itaparica recebe o Circuito Feminino de Beach Tennis Quatro Estações.

  As areias da Praia de Itaparica vão receber a 1ª etapa do Circuito Feminino de Beach Tennis Quatro Estações. O evento, que acontece neste sábado (24) e domingo (25),

Prefeitura de Vitória vai lançar concurso com 100 vagas para Guarda Municipal.

Prefeitura de Vitória vai lançar concurso com 100 vagas para Guarda Municipal.

  O ano de 2024 vai ser marcado por mais um avanço na segurança pública de Vitória. A Guarda Civil Municipal de Vitória ganhará um reforço no efetivo mediante a

Nova Venécia recebe o Botafogo-SP buscando vaga na 2ª fase da Copa do Brasil.

Nova Venécia recebe o Botafogo-SP buscando vaga na 2ª fase da Copa do Brasil.

  Com quase três anos de existência, o Nova Venécia participa pela segunda vez da Copa do Brasil e quer, mais uma vez, fazer história. Após avançar para a 2ª

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima