sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

E-book conta a história do Vale Música no Espírito Santo

O trabalho comemora as duas décadas de atividade do projeto social desenvolvido no Estado pela Estação Conhecimento Serra, por meio de patrocínio da Vale/Instituto Cultural Vale, em mais de 600 páginas repletas de entrevistas, fotos e depoimentos inéditos de profissionais e educandos que fizeram parte dessa história.

Gustavo Andrade

 

O Projeto Vale Música faz história no Espírito Santo e essa trajetória ganha agora registro em livro, com o e-book Vale Música ES – 20 Anos.

O trabalho comemora as duas décadas de atividade do projeto social desenvolvido no Estado pela Estação Conhecimento Serra, por meio de patrocínio da Vale/Instituto Cultural Vale, em mais de 600 páginas repletas de entrevistas, fotos e depoimentos inéditos de profissionais e educandos que fizeram parte dessa história.

O conteúdo da publicação será disponibilizado no site do Instituto Cultural Vale (https://institutoculturalvale.org/). Com pesquisa e textos do jornalista José Roberto Santos Neves, o e-book Vale Música ES – 20 anos traz uma narrativa sobre a evolução do projeto no Estado, desde a sua fundação até o cenário atual.

Contempla as orquestras, bandas e corais em atividade, os concertos inesquecíveis, o intercâmbio com as principais orquestras do país e o papel do Instituto Cultural Vale como patrocinador de um programa que contribui para a geração de impactos sociais na vida de tantos jovens e de suas famílias.

Nas páginas desta edição, o leitor também poderá conferir mais de 60 entrevistas com pessoas que são parte da história do Vale Música no Espírito Santo, incluindo maestros, professores, gestores, parceiros, educandos, ex-educandos e seus familiares.

Academia de Ensino

A narrativa começa nos anos 2000, quando a Fundação Vale, em conjunto com a Associação de Amigos da Orquestra Filarmônica do Espírito Santo, promove a criação de um projeto social de educação musical destinado a crianças e adolescentes, residentes na Região Metropolitana do Estado.

Em setembro daquele ano, teve início a Academia de Ensino Vale Música, com aulas gratuitas de música para crianças e jovens selecionados pelas Secretarias de Ação Social dos municípios da Grande Vitória.

Começava, naquele momento, uma história permanente de conquistas, cujos protagonistas são, hoje, educandos, educadores e ex-educandos.

Nos dez primeiros anos de Projeto, cerca de 60 mil pessoas acompanharam a série Concertos Didáticos, apresentada pela Orquestra Sinfônica do Espírito Santo para estudantes das escolas públicas municipais da Grande Vitória.

Nesse período, o Vale Música fez parcerias produtivas com a Faculdade de Música do Espírito Santo (Fames); com o Projeto O Congo na Escola, do Centro Cultural Caieiras (Cecaes); e o Projeto Animação, do Instituto Marlin Azul.

Em 20 anos, mais de 3,5 mil crianças e adolescentes estudaram música por meio do Projeto. O talento dos jovens capixabas percorreu o Brasil e o exterior em diversas turnês, incluindo concertos nos Estados Unidos, Sérvia e Japão. Em fevereiro de 2022, a Orquestra Vale Música apresentou-se na Expo Dubai, nos Emirados Árabes.

Histórias de vida

O e-book Vale Música ES – 20 anos transporta o leitor para histórias de superação como a de Ariel da Silva Alves, que fez parte da primeira turma do Vale Música, no ano 2000.

Ele começou a estudar flauta através do projeto com 12 anos. Após concluir o Bacharelado em Música pela Fames e o mestrado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Ariel desde 2018 é professor concursado de Música da Universidade Federal do Pará.

O percussionista Wagner Nascimento, que participou da Camerata Vale Música de 2007 a 2012, atualmente é membro da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, em Brasília (DF).

Outro exemplo de superação é o maestro Lucas Anizio. Ele entrou para o Vale Música em 2002, aos 14 anos, como estudante de violino. Em 2013, assumiu o posto de professor e hoje é regente da Orquestra Jovem Vale Música e da Camerata Jovem Vale Música.

Orquestras

A publicação percorre as transformações ocorridas no Projeto Vale Música Espírito Santo nessas duas décadas, como a transferência de sua gestão parra a Estação Conhecimento Serra em 2012, a criação dos grupos de referência e as parcerias com algumas das orquestras mais importantes do país.

Em 2019, o Instituto Cultural Vale estruturou o Programa Vale Música, uma rede colaborativa de ensino e aprendizagem que envolve, atualmente, mais de 240 profissionais e mais de mil estudantes, com ações de formação, residência musical e encontros musicais.

O Vale Música ES participa do Programa junto com os projetos Vale Música Belém (PA), Moinho Cultural (MS) e Vale Música Brumadinho (MG).

Também participam do Programa a Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Ouro Preto, Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, Nova Orquestra e Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, patrocinadas por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Em 2020, a Vale ampliou o seu apoio à cultura com o lançamento do Instituto Cultural Vale, criado com o objetivo de valorizar patrimônios, democratizar o acesso e fomentar expressões artísticas.

O Programa Vale Música passou, então, a integrar o eixo de programas autorais do Instituto Cultural Vale, de modo a contemplar intercâmbios entre estudantes e professores dos polos de formação, aulas com músicos das orquestras profissionais patrocinadas pela Vale e residências artísticas.

E, mesmo na pandemia da Covid-19, o Projeto Vale Música ES mostrou sua força criativa e continuou avançando: as aulas e apresentações foram adaptadas para o formato online, garantindo que as aprendizagens e trocas continuassem, ainda que à distância.

Para o diretor presidente do Instituto Cultural Vale, Hugo Barreto, a longevidade do Projeto Vale Música no Espírito Santo reforça a importância do investimento das empresas em cultura e educação.

“Para a Vale, iniciativas como o Vale Música sintetizam a visão de que a cultura é um instrumento de transformação social, capaz de criar impactos positivos na vida das pessoas e de construir um legado para as futuras gerações. E o Projeto Vale Música ES é parte significativa dessa trajetória, da qual temos o orgulho e a felicidade de fazer parte”.

A diretora da Estação Conhecimento Serra, Ana Angélica Motta, destaca a importância de se registrar a história do Vale Música em livro e os benefícios proporcionados pelo projeto para educandos, familiares e a comunidade.

“O e-book representa a memória viva de todo o caminho que foi percorrido até o presente momento, relatada pelos seus protagonistas. Um projeto social que gera impactos sociais transformadores se torna um valor intangível para a empresa”, comemora.

E completa: “Somos uma marca no imaginário de muitos jovens e famílias, de muitas histórias de sucesso, e isso é grandioso porque muda o rumo, revela outras dimensões da vida, gera expansão humana. Que venham mais 20 anos ao Vale Música!”.

Matéria relacionada

Cariacica + Perto de Você: diversos serviços de cidadania neste sábado (24)

Cariacica + Perto de Você: diversos serviços de cidadania neste sábado (24)

    A população de Porto Novo vai poder conferir diversos serviços de cidadania na 16ª edição do Cariacica + Perto de Você, que acontece neste sábado (24), no antigo

PL de Cachoeiro vai anunciar nome de pré candidato a Prefeitura na próxima 5° feira

PL de Cachoeiro vai anunciar nome de pré candidato a Prefeitura na próxima 5° feira

  Após os dias acelerados na cidade de Cachoeiro, onde o vereador Júnior Corrêa (PL) decidiu retirar seu nome da disputa, o PL agiu rápido e vem arquitetando seu palanque

Assembleia Legislativa do Espírito Santo celebra 150 da imigração italiana com exposição interativa

Assembleia Legislativa do Espírito Santo celebra 150 da imigração italiana com exposição interativa

  A Assembleia Legislativa do Espírito Santo inaugura no dia 21 de fevereiro a exposição "Camata - A Voz da Imigração Italiana", uma experiência única que homenageará o saudoso líder

As mãos de Ferraço no episódio Juninho Correa, será?

As mãos de Ferraço no episódio Juninho Correa, será?

  Fontes revelaram que o ex-prefeito e atual deputado estadual Theodorico Ferraço foi na desejada macieira do Partido Liberal cachoeirense (PL), pegou a bela maçã, poliu e a jogou no

Primeiro dia do Carnaval no Centro de Vitória reúne 100 mil pessoas

Primeiro dia do Carnaval no Centro de Vitória reúne 100 mil pessoas

  O início do Circuito da Folia na capital capixaba foi marcado pela presença de aproximadamente 100 mil foliões, celebrando o início do Carnaval. Uma iniciativa inédita da Prefeitura Municipal

Assembleia retoma sessões ordinárias com 32 projetos na ordem do dia

Assembleia retoma sessões ordinárias com 32 projetos na ordem do dia

  A primeira sessão ordinária de 2024 da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (ALES) ocorre nesta terça-feira, 6 de fevereiro, às 15 horas. O presidente da casa de leis capixaba,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima